domingo, 26 de junho de 2011

WAKE UP - Transição Planetária


WAKE UP
TRANSIÇÃO PLANETÁRIA

No início de Junho,  tive a oportunidade de ler a carta  que foi escrita por uma brasileira que mora em Sendai, na época do terremoto que acometeu esta cidade  em 11 de Março deste ano. Compartilho aqui com vocês, leiam com o coração aberto, e se surpreendam,  com o projeto que se concretiza através da rude e magnífica  transição planetária.  Até a próxima!
Alô amigos e família... Inicialmente quero agradecer a preocupação  comigo, estou emocionada com isso e quero lhes pedir desculpas pelas mensagens genéricas que tenho enviado a todos mas parece ser o melhor meio de me comunicar com vocês nesse momento.
As coisas aqui em Sendai estão surreais, mas sou abençoada por ter amigos que têm me ajudado muito. Desde o terremoto, essa palavra tem significado muito maior pra mim, estou na casa deles, dividimos suprimentos como água, comida e aquecedores de querosene, nós dormimos lado a lado num quarto, dormimos a luz de velas, compartilhamos histórias, é caloroso, amistoso e bonito.  Durante o dia nos ajudamos mutuamente a limpar a confusão de nossas casas.
Pessoas sentam-se em seus carros procurando notícias em seus navegadores e rádios ou ficam em fila para beber água; quando uma fonte é aberta ou se alguém tem água em casa, imediatamente um aviso é colocado em sua porta para que outros venham encher jarras galões e garrafas. Incrível e inacreditável é que onde estou não houveram saques nem empurrões em filas ou qualquer forma de motim.
As pessoas dizem: “é como costumava ser nos velhos tempos quando todos se ajudavam” . Tremores continuam acontecendo e ontem há cada 15 minutos. Sirenes soam a todo momento, helicópteros sobrevoam a cidade frequentemente. Tivemos água por algumas horas em nossas casas  há poucos dias, a eletricidade voltou o gás ainda não, mas tudo isso por áreas, algumas têm outras nada. Ninguém toma banho há dias, estamos nos sentindo imundos, mas há tantas outras coisas importantes  para nos preocuparmos agora que isso tornou-se secundário. Eu amo esse jogar fora de coisas não essenciais, vivendo no nível básico do instinto,  da intuição,  de cuidar do necessário para sobreviver,  não apenas para mim mas para o grupo.
Existem estranhos universos paralelos acontecendo aqui, casas destruídas e casas com roupas lavadas secando  ao sol, pessoas em fila por água e comida  e pessoas passeando com seus cachorros e tudo isso acontecendo ao mesmo tempo. Outros toques de beleza são:  o silencio da noite, sem carros, sem pessoas andando nas ruas,  o céu a noite  coberto de estrelas,  antes eu costumava ver uma ou duas, agora são milhares delas.  As montanhas aqui em Sendai são lindas  e com o ar livre da poluição dos carros podemos ver sua silhuetas contra o céu magnífico. Os japoneses são maravilhosos, eu tenho voltado ao meu lar para checar todos os dias, agora que ha eletricidade, vim para enviar este e-mail, encontrei água e comida na minha porta, não sei quem  colocou mas estavam lá quando cheguei. Homens idosos de boné verde vão de casa em casa  checar  o que podem fazer para melhorar a situação do próximo. Pessoas falam com completos estranhos perguntando se  estão bem  ou se precisam de alguma coisa. As barreiras humanas foram derrubadas junto com todo o resto, estamos mais unidos.
Eu não vejo qualquer sinal de medo  ou pânico, resignação sim, mas medo e pânico não. Nos dizem que podemos esperar tremores ou novos terremotos por um mês ou mais. E estamos mesmo tendo tremores, deslizamentos, abalos e estrondos.  Agradeço por viver em uma parte um pouco mais alta, mais sólida,  portanto mais segura do que as outras de Sendai.
Ontem amigos do meu marido vieram do campo trazendo comida e água, agradeço mais uma vez.  De uma forma, percebo através de uma experiência direta,  que de fato um enorme passo evolutivo cósmico está  acontecendo  no mundo neste exato momento. O que experiênciei nos acontecimentos  ocorridos aqui no Japão me fazem sentir que meu   coração está bem aberto, meu irmão me perguntou se eu me sentia pequena com tudo isso, pelo contrário, eu me sinto parte de um acontecimento muito maior do que eu, este movimento de renascimento mundo a fora é rude e magnífico.
Não temam as grandes mudanças que estamos vivendo neste momento, é o que tenho a dizer a vocês que tanto amo,  simplesmente reconheçam isso como um grande processo,  para limpar os caminhos do velho mundo, perceba que não há mais tempo para ser complacente. Meditem todos os dias, busquem contato com a luz que vem do Deus que vocês acreditam, seja lá qual for a sua crença religiosa. E quando as paredes  que te cercam começarem a cair,  vocês perceberão que essas paredes são as mesmas  paredes que os tem aprisionado durante muitos anos. Esse é o início  de um novo dia, no qual descobriremos  que todos nós, na verdade, somos membros de uma só  grande família.

Agradeço mais vez seu carinho e preocupação; com amor  retorno a todos vocês.

Bem vindos a nova terra!

Ane Kyotome


Nenhum comentário:

Seguidores