sexta-feira, 25 de julho de 2014

Feliz Ano Novo, pelos Calendários Maia e do antigo Egito





























No dia 26 de julho de 2014 se inicia o novo ano do Calendário Maia de 13 Luas de 28 dias, o próximo ano novo Maia e Egípcio, o ano Lua Solar Vermelhade 26/07/2014 a 24/07/2015.
Esse dia TAMBÉM corresponde com à ascenção, o REsurgimento da estrela SÍRIUS (origem de Sananda), a principal estrela da Constelação do Cão Maior (Canis Major), e a mais brilhante nos céus da terra, minutos antes do nascer do Sol no amanhecer do dia 26 de julho, fenômeno conhecido como o nascimento HELÍACO DE SÍRIUS o que ocorre anualmente EM TODAS AS MANHÃS DO DIA 26 de Julho e que era celebrado como o início de um novo ano no antigo EGITO.
 O óbvio é aquilo que nunca é visto até que alguém o manifeste com simplicidade. A verdade de outra pessoa não está no que ela te revela, mas naquilo que não pode revelar-te. Portanto, se quiseres compreendê-la, não escute o que ela diz, mas antes, o que ela não dizKahlil Gibran 
O Antigo EGITO e o Calendário MAIA 

No calendário Maia os dias 23 e 24 de julho, que antecedem o dia-fora-do-tempo, são propícios para meditação, transformação e renovação, sobre o que devemos jogar fora, ao nos desapegarmos do que não nos serve mais, abandonar o que é falso em nossa vidas, e ao mesmo tempo, buscar na essência de nosso ser real aquilo que vale a pena para consolidarmos a presença do espírito divino cada vez mais presente em nossas vidas durante o próximo ano! 
O TZOLKIN DO CALENDÁRIO MAIA
 O dia 25 de julho, o dia-fora-do-tempo no calendário Maia, é um dia especial comemorado pela cultura galáctica do calendário Maia como “o dia do perdão universal”. É um dia para se experimentar a total liberação da prisão do tempo.
Deve ser comemorado em meditações, cerimônias e eventos espirituais, artísticos e culturais. No dia 26 de julho de 2014 se inicia o novo ano do Calendário Maia de 13 Luas de 28 dias, o próximo ano novo Maia/Egípcio, o ano Lua Solar Vermelha (26/07/2014 a 24/07/2015) e termina o ano Anel da Semente Galáctica Amarela.
Por que o início do Ano Novo do Calendário Maia é em 26 de Julho
O fato de essa data ser a do Ano Novo dos Maias tem base num fenômeno astronômico que se relaciona tanto com o Encantamento do Sonho como com uma profecia dos sacerdotes maias Chilam Balam.
A Cultura MAIA surgiu na América Central e sua origem é extraterrestre, das Plêiades.
Ela TAMBÉM corresponde à subida, o REsurgimento da estrela SÍRIUS, a principal estrela da Constelação do Cão Maior (Canis Major), e a mais brilhante nos céus da terra, minutos antes do nascer do Sol no amanhecer do dia 26 de julho, fenômeno conhecido como o nascimento HELÍACO DE SÍRIUS o que ocorre anualmente EM TODAS AS MANHÃS DO DIA 26 de Julho.
Este auspicioso alinhamento anual de SÍRIUS com o nosso Sol (Hélios) – que marca também o início do novo ano do calendário Maia de 13 luas – assegura a propagação de luz e da abundância sobre a Terra E TAMBÉM INICIA O ANO NOVO NA CULTURA DO Egito antigo




















ÍSIS atrás do trono de Osíris, segurando o ANKH, o símbolo da vida. 
No Egito antigo essa data (26 de julho) e evento astronômico marcava o inicio da celebração de um novo ano e o princípio das cheias do Rio Nilo, que trariam abundância pela fertilização de suas margens. Durante sete dias (uma semana), a divindade principal homenageada era ÍSIS, a principal deusa do panteão egípcio, a esposa e irmã do Faraó e o verdadeiro poder (o poder da deusa, feminino) por trás de seu trono e cuja representação nos céus é a própria estrela SÍRIUS (representada na nossa bandeira, simbolizando o Estado do Mato Grosso, no Centro-Oeste, uma região que gera abundantes colheitas anualmente). 
O Faraó era representado nos céus pela constelação de ÓRION (Princípio Masculino). Sendo a estrela fixa mais brilhante do céu, SÍRIUS é, há muito tempo, vista como elo de ligação, o acesso a um estado de consciência mais elevado que auxiliaria na aceleração da evolução do nosso planeta e da humanidade cuja energia fundamental está associada ao Princípio Feminino do Divino, à energia da deusa: ÍSIS. 
ÍSIS, a verdadeira “BASE DO PODER” do Faraó e de seu reinado (a MÃE Cósmica da Luz e de todos os Sóis).
O que é o Dia Fora do Tempo no calendário Maia? 
O Dia Fora do Tempo, anualmente lembrado com festivais desde 1992 a nível global, cai sempre a 25 de Julho. No Calendário Maia de 13 Luas, este dia não é dia de mês nem dia de semana. Está entre o dia que fecha um ano (24 de Julho) e o dia que abre o ano seguinte (26 de Julho). Este dia é dedicado a festividades, à comunidade, à volta da união com o planeta (reconexão com GAIA, o princípio feminino planetário). Os pontos focais são: parar o trabalho de todos os dias e atestar a verdade que afirma que “O Tempo é Arte!”. 
A celebração da Paz Planetária através da Cultura, do perdão, da reparação, o perdão de dívidas, da purificação, a Arte da Paz, da liberdade de se estar vivo. É uma oportunidade para se vivenciar a verdadeira atemporalidade e a amorosa bondade, a caridade, a solidariedade, a humildade e a gratidão.
Quer seja em reuniões públicas ou em círculos privados ou em introspectiva meditação este dia é um momento de catarse do ano que passou e de preparação para o ano que se inicia, uma forma perfeita para convidar as pessoas à harmonia do Calendário das 13 Luas no Ano da Lua Solar Vermelha (Julho 2014 a Julho de 2015)
A Estrela SÍRIUS 
SÍRIUS, é a estrela mais brilhante do céu noturno, cintila com uma cor branco-azulada e tem uma magnitude visual aparente de -1,46, aproximadamente duas vezes mais luminosa que Canopus, a 2ª estrela mais cintilante/brilhante do firmamento noturno. O nome “SÍRIUS” vem do grego antigo “Seirios” (ardente, abrasador). SÍRIUS pode ser observada a partir de quase todas as regiões habitadas da Terra, exceto daquelas acima de 73 graus de latitude ao norte.
Sua Ascensão Reta (AR) é 6h45m e Declinação (D) é de 16º 42’. Juntamente comProcyon (Cão Menor) e Betelgeuse (ÓRION), SÍRIUS (alfa do Cão Maior) forma os 3 vértices do Triângulo de Inverno (do Hemisfério Norte) ou de Verão (Hemisfério Sul). SÍRIUS eventualmente pode ser até vista a olho nu durante o dia (No começo ou no final do dia), sob determinadas condições favoráveis. 
SÍRIUS na Constelação do Cão Maior, a mais brilhante estrela do céu terrestre.
SÍRIUS nos céus dos povos arcaicos 
SÍRIUS, pelo seu esplendor atraiu todos os olhares e monopolizou as atenções de povos arcaicos não apenas por ser a mais brilhante estrela do céu noturno na Terra como, porque isolada, não tinha ao seu lado estrelas notáveis segundo o astrônomo Rubens de Azevedo. Deificada, SÍRIUS foi astronomicamente a pedra basilar do panteão do Antigo Egito (3.200 a.C a 30 d.C) pois era a corporificação de ÍSIS, irmã e esposa de Osíris, ele personificado pela constelação que chamamos de Órion. 
A Grande Pirâmide do Egito esta alinhada com a Estrela Alnitak, do Cinturão de ÓRION, SÍRIUS e outra Constelações.
No Egito antigo e dos faraós a coincidência entre o nascimento helíaco de SÍRIUS (em grego Sóthis), a cheia fertilizadora do Nilo e o solstício de verão fez com que a data fosse adotada como início de um novo ano – o ano Sótico. O termo “canícula”, alude à constelação de Cão Maior e sua estrela SÍRIUS (Canícula) e se refere à época do ano de dias com calor abrasador e sufocante, os “dies caniculares” dos antigos romanos (Império de Roma 753 a.C- 476 d.C). 
SÍRIUS “desaparece” dos céus noturnos da Terra durante 35 dias antes e 35 dias após a conjunção com o Sol, então ofuscada pelo brilho deste (período de 20 de junho a  29 de Agosto). Há uma invisibilidade desta estrela durante 70 noites antes dela ressurgir, visualmente, no seu nascimento helíaco em 26 de julho. 
Constelação de ÓRION, as três estrelas centrais são chamadas de Três Marias no Brasil e determinam o alinhamento das Três Pirâmides na Planície de Gizé, no Egito.
Os sacerdotes egípcios demoravam igual número de dias a preparar um corpo para o embalsamamento. A linguagem do ciclo estelar correspondia à linguagem do rito funerário. Atualmente, no mês de julho, algumas comunidades esotéricas comemoram festivamente o nascimento helíaco de SÍRIUS com rituais, rufar de tambores, fogueiras e danças, mas quase que sem exceção, sem o devido conhecimento do que realmente estão celebrando. 
Todas as nações indígenas da América do Norte, os índios peles vermelhas, assim como os antigos chineses, hindus, caldeus, babilônicos, sumerianos, assírios, hebreus, os Dogons da África, e demais povos da antiguidade, também veneravam e faziam celebrações a essas constelações e estrelas, como SÍRIUS, ÓRION e PLEIÂDES. 
AS PLÊIADES. O nosso sistema solar orbita o Sol Central das Plêiades, Alcyone (estrela central maior e mais brilhante na foto) dando uma volta completa (um ANO SOLAR) a cada 25.920 anos, sendo que a data de 21 de dezembro de 2012, FINAL do Calendário MAIA marca o final do 13º BAKTUN, e de um desses anos solares. Em astronomia também é conhecida como o Aglomerado estelar aberto M-45, as Sete Irmãs, a Constelação das Plêiades, com os sóis/estrelas principais de Alcyone, MAIA, Electra, Taygeta, Atlas, Pleyone, Celaeno, Asterope e Merope.A principal estrela é Alcyone e a segunda em brilho é MAIA.
 Os grandes templos desses povos antigos eram construídos voltados para o leste (como o Templo de Salomão em Jerusalém), para que no dia 26 de julho de cada ano, no dia do nascimento helíaco de SÍRIUS um raio de luz dessa estrela penetrasse no âmago do templo, local conhecido como “Sanctun Santorum” (O Santo dos Santos), existente nas pirâmides e em vários outros templos egípcios, principalmente dedicados à ÍSIS. Para esses antigos povos e seus iniciados, esse era o momento mais sagrado de todos os dias do ano inteiro. 
Então, em 26 de JULHO de 2014, que todos nós tenhamos um FELIZ E PRÓSPERO ANO NOVO, MAIA OU EGÍPCIO, não importa, o importante é que se FAÇA A LUZ (FIAT LUX) dentro de nosso coração e mentes com as bençãos da Grande Deusa MÃE ÍSIS – SÍRIUS. 

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Ativação do Coronário e Terceiro Olho na 5D





segunda-feira, 14 de julho de 2014

O que acontece quando seu Chakra Coroa é bloqueado?

O que é o Chakra  Coroa?

O chacra coronário (Sahasrara) está localizado no topo da cabeça. O sétimo chakra é o chakra último na linha de centros de energia que percorrem o centro do seu corpo. Esta fonte de alta vibração de energia impulsiona a nossa consciência de uma presença divina, nos conecta com um poder superior e confirma a nossa conexão com o mundo físico, os reinos espirituais, o passado e o futuro. Este chakra liga-o ao aspecto não-físico da nossa existência e ajuda você a fazer o sentido da vida neste plano físico.

O chakra  coroa é o centro da espiritualidade e da fé, não importa o que você respeitar a prática religiosa (caso exista), onde você vive, como você foi criado ou o que você escolhe acreditar. Práticas religiosas e espirituais de lado, um chacra coronário aberto dá inspiração, conforto, boa saúde e um senso de lugar e poder. Uma pessoa com um chacra coronário aberto é um líder forte e inspiradora, uma visionária criativa e humanitária.

O chakra  coroa é associado com a cor roxa. Esta cor tem sido associado com a realeza, majestade e riqueza espiritual. A palavra em sânscrito para o chakra  coroa é Sahasrara, que se traduz em dizer 'mil'. Este número tem um significado especial em práticas espirituais orientais e escritos, como ele refere-se aos milhares de pétalas da flor de lótus sagrado, um símbolo da iluminação divina. Pétalas de lótus abrir um por um, aos poucos revelando a beleza da flor. Isso se reflete no crescimento pessoal e espiritual de um indivíduo - uma abertura gradual da alma e da mente para o verdadeiro esclarecimento e auto-consciência. Como o chakra  coroa permite a abertura de sua flor de lótus individual, ele o prende à "tudo o que é" - e abre-lhe as fontes anteriormente inexploradas de conhecimento, sabedoria e poder pessoal.

Se você buscar a  uma conexão com a consciência, abrindo o seu chacra coronário lhe dará conforto e visão sobre estas idéias espirituais: se você perguntar, você recebe, se você procurar, você acha, e se você fizer uma pergunta, uma resposta irá aparecer.

                                        
                                     NATAL ILUMINADO É NA ILUMUNARE CLIQUE E CONFIRA
Este chakra está associado com a glândula pineal pequena no centro do cérebro. Esta acredita-se ser a "sede da alma" no corpo, embora pouco se sabe sobre a glândula, isto é entendido como sendo o centro de produção de serotonina - a hormona sentir-se bem final!



Um bloqueio no chakra coronário pode resultar em sentimentos de isolamento, solidão e frustração sem esperança.


Quando deixamos de cultivar o nosso lado espiritual, ou nos desligamos do pensamento auto-conhecimento e espiritual e exploração, o nosso sétimo chakra pode tornar-se bloqueado ou fechado. Esta é logo seguido por crises existenciais e espirituais, manifestando-se como sentimentos de solidão, isolamento, desesperança, desânimo.

Falta de conexão espiritual pode levar a atos de egoísmo e falta de cuidado devido a sentimentos de isolamento e existência sem sentido. As pessoas se tornam frustrados e amarga e se sentem abandonados e desconectado. Chakra da coroa bloqueado podem levar as pessoas a redirecionar sua amargura e frustração para com os outros, mas mais comumente ele é redirecionado direto para si, o que resulta em um círculo vicioso de transtornos mentais, como depressão e confusão, problemas com o cérebro como a epilepsia, a doença de Alzheimer, esclerose múltipla , demência, doença de Parkinson e de acidentes vasculares cerebrais, e mesmo transtornos mentais graves tais como a esquizofrenia.

Curando o Chakra  Coroa



                                http://iluminareluminariascontemplativas.blogspot.com.br/

Todos nós temos um caminho espiritual a seguir, mas é importante para honrar o seu próprio caminho e não seguir cegamente o que alguém pode ditar é "certo" para você. Não existem dois caminhos espirituais igualmente, mesmo para as pessoas que compartilham a mesma fé. 



A meditação é uma maneira maravilhosa de abrir o chakra  coroa. Você pode chamar isso de oração, meditação, contemplação, conversa ou o silêncio interior.
As práticas são essencialmente o mesmo - um tranquilização da mente para que você possa ouvir,  sentir a "voz" de algo maior que você mesmo.

Não é incomum para um indivíduo de experimentar uma forte necessidade de crescimento espiritual quando eles passaram por um período extremamente difícil - e quando gratidão supera os problemas, a sua visão da vida vai mudar para melhor!

Este é o chakra que não beneficia de alimentos específicos, uma vez que representa uma conexão com o não-físico. Ar fresco e luz do sol, no entanto, são altamente benéficos - meditação ao ar livre pode ser a melhor maneira de estimular a glândula pineal e abrir o chakra  coroa.

Uma vez que você reconheceu uma conexão divina através do chacra coronário, você pode parar de se preocupar com seus problemas. Aqueles que têm  o sétimo chakra aberto  não se sentem como se tivessem de suportar os seus encargos mundanos sozinho - eles acreditam que alguém está cuidando deles por toda a vida - ou que, como parte da consciência universal, cada indivíduo tem o poder mesmo que consciência e é, portanto, muito mais poderoso do que se o indivíduo não fazia parte de alguma coisa. Mesmo se você não consegue ainda trazer-te para ter esta fé, a busca por respostas espirituais e iluminação é uma viagem gratificante e fortalecedor. Ele abre as portas para o imenso espaço do universo, sua vida interior e nossa parte individual

domingo, 13 de julho de 2014

O chakra Laringeo e seus bloqueios





Para nossa liberdade de expressão dependemos sem dúvidas do nosso quinto chakra, o laríngeo ou chakra da garganta, como disse antes ele irá nos fazer expressarmos bem, mostrar nossos sentimentos mais facilmente, retirar inibições e fará nós, nos tornarmos mais simples ao verbalizarmos nossas ideias. Ligado à tireóide tem muito contato com o metabolismo corporal. Quando em equilíbrio dá eloquência, comunicação e expressão. Quando em desequilibrio proporciona a falta de comunicação, isolamento, repressão, dificuldade de representar suas ideias.
Rege os orgãos: Pulmões, brônquios, cordas vocais, garganta, tireóide, boca, nariz e ouvidos.

Foto


                                        CONTATO -                           luminariascontemplativas@hotmail;com                                                                                                         http://iluminareluminariascontemplativas.blogspot.com.br


O chacra laríngeo é uma das maiores ferramentas que vocês mantêm para expressar a luz e a sabedoria do Criador em um nível físico. Quando vocês ultrapassam as dimensões da Terra, o chacra laríngeo desempenha um papel menos importante em sua realidade, embora ele continue a agir como uma expressão de energia, mas também age como um amplificador do coração e da verdade que irradia do interior. É importante reconhecer a presença do seu corpo físico, bem como a dos seus chacras, pois eles irão mudar enquanto vocês evoluem e mudam através das dimensões, ajustando-se ao que for necessário para uma maior expressão própria.


Embora a ativação do chacra cardíaco seja essencial neste momento mais sagrado, há uma necessidade de se concentrar na ativação do chacra laríngeo: em um nível físico, o coração pode somente se expressar a uma determinada porcentagem. O chacra laríngeo é uma ferramenta para promover ou ampliar a expressão física do amor e da verdade do coração. Na verdade, o momento está chegando para o coração e o chacra laríngeo trabalharem em uníssono, em harmonia. Até quando vocês não expressam, ou emitem um som, há uma vibração constante como um som desconhecido que se irradia do seu chacra laríngeo. Dependendo do seu foco, a vibração que o seu chacra laríngeo cria, pode se originar da mente, do chacra cardíaco, ou mesmo imitar a vibração do corpo físico. Se o chacra cardíaco e o chacra laríngeo trabalham em uníssono, então o chacra laríngeo irradia uma vibração que é igual ou a mesma que o chacra cardíaco, expandindo tremendamente assim o espaço, a presença e o poder do chacra cardíaco. O chacra cardíaco se torna mais expansivo e é capaz de expressar o amor e a sabedoria com abundância, apoiado pelo chacra laríngeo que é capaz de expressar a vibração do som ou da energia do chacra cardíaco, semelhante a um som de zumbido constante, criando assim uma expressão dupla do coração. O chacra cardíaco pode criar a expressão física das energias que ele mantém, mas o chacra laríngeo pode criar um impacto imediato em sua realidade física e nas realidades de outros. Ele mantém a capacidade de manifestar e de ampliar o chacra cardíaco em um nível maior.

É um momento em que a vibração do amor do Criador é muito essencial e precisa ser reconhecida por vocês como uma fonte em seu ser: qualquer coisa que possa ampliar ou expandir o fluxo de sua vibração amorosa é essencial. O objetivo dos seres de luz nos planos internos e do Criador é criar uma era de amor na Terra. Na verdade, eles lhes estão pedindo que reconheçam o amor abundante que vocês mantêm, bem como percebam as suas maravilhosas habilidades de expressão. Para manifestar o amor, há somente uma necessidade de focar duas coisas: reconhecer que vocês mantêm uma abundância de amor em seu ser e compreender que são semelhantes a uma máquina de expressão; vocês têm maneiras amplas e diversas para expressar e experienciar o amor do seu coração e do Criador na Terra. Desejamos que vocês se alegrem com esta compreensão, porque, na verdade, ela os deixa livres, oferecendo-lhes a liberdade, guiada pela vontade do Criador para se expressarem além dos limites e fronteiras: não há maior experiência ou realização. Seu chacra laríngeo neste momento mantém a chave para destravar a expressão divina do seu coração e de sua alma, libertando assim o seu coração e alma, para que existam além dos limites e fronteiras. Seu chacra cardíaco está esperando por esta liberdade de expressão, esperando trazer uma onda de amor que é maior do que já experimentaram.

Do ponto de vista dos arcturianos, quando observamos o seu chacra laríngeo, nós o vemos como um olho que foi tornado vertical. Este olho quando vocês olham fixamente, os leva ao mesmo ponto de sua origem, não como a sua alma, mas como o Criador. É uma ligação exclusiva que é quase como o seu cordão umbilical, conectando-os com as origens do Criador, compartilhando constantemente a energia da força vital e do apoio, mantendo uma conexão com a fonte. Muitas vezes, o chacra laríngeo não é reconhecido como uma ligação com as origens do Criador e assim pode ficar bloqueado ou enodoado pela falta de conexão com o chacra cardíaco ou pela consciência de vibração menos elevada da mente. 

Ao permitirem que o chacra cardíaco se torne um com o chacra laríngeo, uma limpeza profunda do chacra laríngeo é experienciada, permitindo que o chacra laríngeo retorne a sua existência natural, mantendo uma conexão divina com as origens do Criador. Esta é uma das razões pela qual o chacra laríngeo é visto como um amplificador; por causa de sua conexão com a verdade que ele aumenta quaisquer energias expressas, ou localiza a verdade mais poderosa para garantir a sua manifestação ou expressão.

Nós os estamos incentivando a ativar o seu chacra laríngeo em uníssono com o seu chacra cardíaco, de modo que possam estimular a ligação existente em seu chacra laríngeo que os conecta mais uma vez com as origens do Criador. O meu desejo é compartilhar com vocês uma prática para ativar ainda mais o seu chacra laríngeo e alinhar o seu chacra laríngeo e cardíaco em uníssono.

Em primeiro lugar, permitam-se relaxar e liberar qualquer tensão mantida em seu pescoço e ombros. Fechem os seus olhos e se permitam focar a sua respiração. Pensem no som e no tom: “OM”. Comecem a entoar “OM”, mas com a sua boca fechada, de modo que estejam cantando com os lábios fechados e possam sentir a vibração fluindo da sua garganta. Realizem isto, até que sintam a energia se formando em seu chacra laríngeo. “MA” é o tom da grande vibração feminina. Entoem “MA” com a sua boca fechada, concentrando-se em seu chacra cardíaco, com as suas mãos em seu coração, como um despertar e ativação.

Concentrem-se em seu chacra laríngeo e imaginem que estão se fundindo ao seu chacra laríngeo. Vocês podem desejar visualizar o olho vertical de maravilhosas cores, permitindo-se fundir nas cores da luz.

A luz se torna mais brilhante, limpando o seu chacra laríngeo, levando-os ao espaço da luz do Criador.
Deixem a sua mente pedir que o seu chacra laríngeo e o cardíaco sejam unidos como um, na expressão verdadeira do Criador e então apenas observem, sem expectativa


Para equilibrar este chakra você pode fazer o moviemento meditativo que é somente você cruzar os dedos no interior de sua mão e encostar as pontas dos polegares no alto, formando um buraco redondo, enquanto se concentra e pronuncia o mantra: HAM( se pronuncia: RÃÃÃÃÃMMMNN)






sábado, 12 de julho de 2014

Seu Chakra Do Coração Está Bloqueado? Abra-o

Anahata é mais comumente conhecido como o Chakra Cardíaco. A tradução literal do sânscrito ” Anahata ” é ” ileso, descolado, ou invicto “. O Chakra Cardíaco está perfeitamente situado no meio do seu corpo , equilibrando o mundo da matéria ( três menores chakras ) com o mundo do espírito (três chakras superiores ) .
A palavra sânscrita significa que nas profundezas de nossas histórias pessoais de sofrimento e dor, reside imenso amor e compaixão. Não seria bom tocá-lo na próxima vez que sua raiva te oprime?
Foto

    CONTATO - luminariascontemplativas@hotmail;com                        http://iluminareluminariascontemplativas.blogspot.com.br


Determinar se os seus chakras estão equilibrados é um assunto bastante evasivo, as pessoas muitas vezes procuram os terapeutas para reequilibrar -lo, quando é tão fácil olhar para dentro e cavar mais fundo em si mesmo .

Sinais de que seu chacra cardíaco pode estar em desequilíbrio incluem sentimentos de timidez e solidão. Se você se sente incapaz de perdoar, ou tem uma tendência a falta de empatia, então você pode estar levando as situações com a cabeça mais frequentemente, do que o seu coração .
O caminho oposto o torna um chakra avassalador, e pode incluir sentimentos de co-dependência, e dificuldade para aceitação ou realização. Ciúme intenso, ou julgamento severo dos outros é também uma bandeira vermelha.
Se você cai na categoria bloqueado, imagine que descobrir como equilibrar seus chakra se resume em equilibrar emoções. Quer se trate de um evento traumático decorrente de infância que você não consegue se lembrar , ou um rancor que você está segurando com tanta força desde a semana passada . Quando você reprime seus sentimentos , o equilíbrio do seu chakra do coração fica fora de sintonia .
O chakra cardíaco, como sede dos sentimentos, é naturalmente um centro de vitalidade. Por conseguinte, quando o indivíduo não consegue expressar amor, aprisionado pelo egoísmo, ou quando se deixa cronicamente tingir pelo desgosto, pela tristeza contumaz, pela solidão sombria, esses desequilíbrios emocionais e espirituais geram bloqueios de energia, à medida que o coração interior se fecha, reprimindo o fluxo normal da luz pura. Como efeito, o indivíduo, tomado por energias densas, compromete sua jornada, o potencial de vir a encarnar a sua essência, porque se nega o que é mais caro à existência – a capacidade humana de dar-e-receber amor.
Tente definir essas três intenções para extinguir suas emoções reprimidas , conscientes ou inconscientes:
1 . Seja aberto com suas emoções.
Na forma como você preferir! Se você escrevê-las ou gritar bem alto, o que você precisa é colocá-las para fora. Seja extremamente honesto e aberto com todas as palavras, não esconda nada. Escrever o que vem do coração – é sempre doloroso, mas é parte do processo de cura. Mesmo se você não tem intenção que ninguém leia o que você escreve, é muito útil colocar seus sentimentos em palavras para que você possa se ​​sentir confortável, consciente e em paz com ele.
2 . Pare de se agarrar a seus sentimentos.
Você recebe o que você dá. Praticar yoga ajuda muito com isso, porque ensina a viver o momento presente. Morar nos amores  ​​ou problemas do passado só nos leva para baixo, e se insistir sobre o futuro, então não está vivendo plenamente. Como a maioria das coisas na vida, é mais fácil dizer do que fazer. Faça um favor à você mesmo, e conscientemente trabalhe no momento presente!
3 . Pratique a arte da aceitação.
Uma boa regra de ouro é: “Se você não pode mudar, aceite.” Por que ter stress com algo ou alguém que você não tem controle? É um desperdício de tempo e energia. Em vez disso, concentre-se no que você pode controlar. Isso é o que vai lhe trazer satisfação e felicidade. Coloque a sua intenção diariamente no fluxo e deixe ser.
Tente incorporar estes três lembretes em sua vida diária, e lembre-se sempre que o amor é o maior curador. Especialmente o amor por si mesmo.

Seguidores