quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

O que é Holossoma

Holossoma: O Mentalsoma

O Mentalsoma atua na dimensão
mentalsomática
    O último post da semana seguindo o tema Holossoma, é referente ao Mentalsoma, o nosso corpo do discernimento. Este veículo de manifestação atua quando a consciência consegue neutralizar o soma, o holochacra e o psicossoma. Por ser muito sutil, ele atua somente na dimensão mentalsomática, muito embora possamos acessar ele a qualquer momento, estando projetados ou não.
    Na coincidência dos veículos, no encaixe deles, o Mentalsoma encontra-se na cabeça extrafísica do psicossoma (paracérebro) e não na cabeça física (cérebro). Sendo assim, o Psicossoma constitui a carapaça do Mentalsoma.
O Mentalsoma não possui forma definida
geralmente nos referimos a ele como
uma esfera  luminosa
    Ao contrário dos demais veículos, o Mentalsoma não tem forma fixa ou facilmente discernida. Em geral tratamos ele como uma esfera de energia luminosa, onde a consciência atua internamente deste veículo.
    Por ser o veículo da razão, ele se manifesta na consciência lúcida que possui intelecto efetivo e que exercita o mesmo, passando a empregar com plenitude o mentalsoma; agindo mais por razão, cosmoeticidade, discernimento e acertividade do que por emoção, sentimento e vontade.
    Geralmente, as consciências que possuem este veículo muito avantajado em sua escala evolutiva, tem ele em destaque energético. Desta forma, a conscin projetada ou a consciex que tiver um Mentalssoma mais evoluído, assume uma luminosidade e uma certa densidade na sua região coronochacral. Talvez venha daí a ideia religiosa dos halos ou auréolas de certas "entidades" ou "santos".
    O Mentalsoma é o contrapeso na balança da cosmoética e do discernimento. Aquela voz que nos diz que estamos fazendo a coisa certa ou não, é o nosso mentalsoma se manifestando. É importantíssima a exercitação deste veículo, pois somente assim podemos ter acertividade em nossas escolhas e em nossas vidas, sem medo de errar ou de estar sendo assediado por alguma outra consciência ou talvez até por si mesmo (autoassédio).
    Vale lembrar que não existe "diabinho" ou "anjinho" atuando sobre nós quando estamos diante de alguma decisão ou situação, existe apenas nós mesmos (ou talvez uma consciex) com nosso Mentalsoma e nosso Psicossoma, o primeiro querendo ir pela razão e a nossa conduta ética pessoal e o segundo pelos instintos e vontades. Utilizar-se do mentalsoma é mais difícil do que parece, sendo assim uma etapa evolutiva excepcionalmente válida para sua evolução pessoal. Quando passamos a pensar e agir utilizando mais nosso mentalsoma do que os demais veículos, estamos sendo mais cosmoeticamente sadios com relação às demais consciências e trabalhando nossa assistencialidade, ainda que de forma exemplária apenas. Mentalsoma é discernimento. Mentalsoma é acertividade. Mentalsoma é evolução.


    Concluindo o tema semanal, podemos perceber que nós não somos feitos apenas de carne e osso. Somos seres universais e multidimensionais. Este entendimento é importantíssimo para conseguirmos entender-nos e entender ao próximo de forma evolutivamente sadia. O Holossoma deve estar sempre em equilíbrio, nunca um veículo deve estar em destaque em relação ao outro, isso demonstra imaturidade consciencial e evolutiva, fazendo com que ressomemos (renascemos, revivemos, reencarnamos) várias e várias vezes a fim de entender isto. O pleno entendimento de todos os seus veículos faz com que você antecipe certas etapas evolutivas e consiga adiantar-se em vidas, talvez, a sua caminhada em busca do topo da cadeia evolutiva: o serenão.

Nenhum comentário:

Seguidores