quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Passe espírita, Reiki, imposição de mãos e auto passe: vibrações de cura e bem estar






Regis Mesquita

Uma das mais importantes tarefas que todo ser humano possui é tratar seu corpo com carinho e respeito.

É um gesto de amor e gratidão cuidar muito bem da matéria que lhes foi ofertada para uso temporário.

Se é cobrado o cuidado é porque foram fornecidos os recursos.

Existem, portanto, muitos recursos à disposição de cada ser humano. Para cada necessidade existem os recursos à disposição para supri-la.

O ser humano recebe e retransmite vibrações a todo momento. Este é um recurso fantástico que pode ser empregado no cuidado que cada um deve ter com seu corpo.

Além da higiene mental, da higiene física, existe a higiene vibracional.


Três conceitos sobre a vida humana:

a) Somos retransmissores de energia.

“Através de cada ser humano fluem as vibrações que geram a vida e mantém a natureza.

Podemos canalizar parte desta energia e direcioná-la para produzir a paz na alma, a melhora do corpo, e os aprendizados mais nobres e importantes para o espírito.

Treine emanar conscientemente esta energia, primeiramente, direcionando-a para você mesmo.

Observe os resultados positivos ao longo dos meses.

Quem emana tendo confiança profunda na ação da energia consegue os melhores resultados.

Pratique!”  do Blog Caminho Nobre


b) Somos energia organizada, eternamente em movimento.

Se o corpo for ampliado, você verá as células que o constituem. Com mais ampliação verá as moléculas, depois os átomos. Estes átomos vibram, oscilando entre vários padrões vibratórios. Este corpo é transpassado por bilhões de partículas cósmicas. Tudo com um alto nível de organização e complexidade – sempre em movimento e em transformação (porque não pode haver evolução constante sem transformação constante).


c) Somos os responsáveis por usar a mente para impedir que o negativo e o sofrimento se espalhem.

O ser humano é ação, é movimento. Sua maior responsabilidade é assumir a própria vida e (ao mesmo tempo) gerar nobreza e clareza em sua mente. A mente clara e a vida nobre atuam como um “abismo” onde as sequências pensamentos negativos perdem sua força e seu significado.  Enquanto algumas pessoas usam suas mentes para manter e ampliar o sofrimento e a negatividade, outras aprendem  a usar a própria mente para destruir e não dar sequencia a este negativo. 


 A energia universal flui através do ser humano. Esta é a natureza básica da vida em qualquer lugar do Universo.

Aprender a aproveitar deste recurso é um ato de sabedoria e compaixão.

O método mais comum de uso consciente desta energia é através da imposição de mãos, presente em quase todas as culturas.

No nosso país, foi através do passe espírita que a imposição de mãos se popularizou. Nos centros espíritas, lugares de ótima vibração, pessoas treinadas se reúnem para a retransmissão desta energia. O trabalho dos passistas encarnados é complementado e potencializado pelos seres de luz que ali estão para ajudar.

Outras técnicas também são úteis: reiki, johrei, benzeduras, etc.

Bem menos praticado é o autopasse.

No autopasse a pessoa (passista ou não) trabalha a seu favor ao utilizar os imensos recursos vibracionais que estão disponíveis. O recurso existe, falta a decisão de se cuidar.

Todo ambiente benévolo existente em um centro espírita facilita a qualidade do passe. Sozinha, a pessoa deve preparar-se para canalizar esta energia universal.

O primeiro passo é a intenção ou vontade. A canalização começa com a decisão de agir e atingir um objetivo. O corpo e a mente são importantes mecanismos que permitem intervir sobre esta energia. A intensão produz pensamentos e sentimentos que ajudam a dar “forma” à energia.

O segundo passo é preparar o ambiente externo e interno. Se for possível, dirija-se a um lugar calmo. Aquiete a mente, leia algo que o ajude a “entrar no clima” cultivando sentimentos nobres e positivos e ore.

Após estar com a mente aquietada e focada em sentimentos nobres, comece a impor as mãos sobre você mesmo. Se possuir sensibilidade, você sentirá a energia fluindo.

Não existem regras de tempo e nem de locais sobre as quais a mão poderá ser imposta. Algumas pessoas que estão, por exemplo, com feridas gostam de impô-la sobre elas.

Você irá mover suas mãos naturalmente. Procure cobrir uma quantidade significativa do corpo, pelo menos 20%.

A intensão de se cuidar, o carinho e amor por si mesmo, são importantes elementos que permitem com que a energia adquira boas qualidades. Esta energia reagirá com a energia do seu próprio corpo e gerará bem estar, aumento da sensibilidade, emersão e valorização de sabedorias, reavaliação de valores e crenças, etc. Eventualmente gerará curas e prevenirá doenças.

Cada vez mais a sociedade incita as pessoas a ficarem pensando e desejando. O nível vibracional fica mais baixo, gerando cansaço e stress. Momentos nos quais é cultivado o oposto deste padrão desejante e impulsivo são cada vez mais necessários. O autopasse -  assim como a yoga, a mentalização, a meditação, o reiki – são momentos de recuperação do equilíbrio e do bom senso. Pois, a vida bem vivida é aquela que é útil para o espírito evoluir.


Cuidar de nós mesmos e da nossa saúde mental é um ato de amor. “Com o amor é mais fácil expandir a consciência. A expansão da consciência é o caminho necessário para experimentar a espiritualidade. É uma forma de desenvolver a sensibilidade necessária para lidar com as vibrações mais nobres e as experiências mais evoluídas”.   

Pratique o autopasse. Tenha a experiência pessoal de lidar conscientemente com a energia do universo. Aprenda! Aumente sua sensibilidade. Viva melhor!

Através do autopasse você estará realizando a higiene mental e energética. Assim será mais fácil assumir a responsabilidade pessoal de usar a mente para impedir que o negativo se mantenha ativo e o sofrimento se espalhe.


PS: entre os grandes espíritas que favorecem o autopasse está Divaldo Franco (em várias entrevistas) e Edgar Armond (livro Passes e Radiações).



Na página do Facebook - Nascer Várias Vezes - você encontra uma coletânea de pensamentos retirados do livro Nascer Várias Vezes (atualizada diariamente).

Te convido a conhecer a página, curtir e compartilhar os pensamentos com seus amigos.


No twitter: @tvidaspassadas



 Para você refletir...

Sobre o potencial de cura do passe:

..."Em geral o que magnetiza (passista) não pensa senão em desdobrar essa força fluídica, derramar seu próprio fluido sobre o paciente submetido aos seus cuidados. Sem se ocupar se há ou não uma Providência interessada no caso, tanto ou mais que ele. Agindo só, não pode obter senão o que a sua força, sozinha, pode produzir; ao passo que os médiuns curadores começam por elevar sua alma a Deus, e a reconhecer que, por si mesmos, nada podem... Esse socorro que envia, são os bons Espíritos que vem penetrar o médium de seu fluido benéfico, que é transmitido ao doente... e, que são devidas simplesmente à natureza do fluido derramado sobre o médium”.  Allan Kardec, Revista Espírita, Janeiro, 1864, pag. 7



Sobre a prece e a transmissão de vibrações:

 “A prece, que é um pensamento, quando fervorosa, ardente, feita com fé, produz o efeito de uma magnetização, não só chamando o concurso dos bons espíritos, mas dirigindo ao doente uma salutar corrente fluídica”. Allan Kardec, Revista Espírita, setembro, 1865, pág. 254



Sobre a influência das vibrações nas relações humanas:

“O que muita gente se esquece é que estas vibrações de paz são físicas também. Somos emissores de vibrações que navegam pelo ambiente ajudando a formar o padrão vibratório de cada lugar. Nossas vibrações também interagem com o campo vibracional de outras pessoas, sendo responsáveis por parte dos comportamentos que outras pessoas têm conosco.

A vida é uma interrelação constante e as vibrações são fundamentais para entender o tipo de relacionamento que se forma entre as pessoas”. Regis Mesquita  



Sobre as vibrações e o aprendizado necessário para evoluir:

A vida é vibração. O que vibra é o que flui, o que flui a gente não controla. O que não controlamos nos leva para algum lugar. Talvez bom, talvez cheio de provas; mas é algum lugar onde nosso espírito vai aprender e evoluir (se aproveitar e ofertar). Viver a vida é mais importante que tentar controlar a vida.  Fonte - Regis Mesquita, em Blog Caminho Nobre

Nenhum comentário:

Seguidores